25 de junho

GDF - Administrações Regionais
15/04/21 às 13h14 - Atualizado em 15/04/21 às 13h15

Turismo em ação chega a Brazlândia e inaugura a Casa do Turismo

COMPARTILHAR


Repleta de cenários naturais e com forte capacidade produtiva, Brazlândia recebeu, nesta terça-feira (13/4), o programa Turismo em Ação, promovido pela Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF).  

Projeto inédito na capital, a segunda edição itinerante promoveu iniciativas de qualificações ao segmento, encontros com lideranças locais e percorreu os principais atrativos voltados ao turismo rural, religioso, gastronômico, de eventos e aventura, disponíveis na segunda cidade mais antiga do DF e berço de festas tradicionais, como a do Divino, do Morango, da Goiaba e a Via Sacra.  

Junto do administrador de Brazlândia, o coronel Jesiel Costa Rosa, e lideranças comunitárias, a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, conheceu de perto a realidade de empresários locais e apresentou iniciativas de qualificações ao segmento para alavancar a cadeia turística da cidade, com fomento na geração de emprego e renda. Um trabalho de mapeamento, estruturação e qualificação, iniciado desde o início da atual gestão. “Quero agradecer ao nosso governador Ibaneis Rocha e toda equipe de governo, ao administrador regional, o coronel Jesiel Costa Rosa, e ao deputado Iolando pelo apoio ao nosso programa. Nós desejamos que todas as pessoas que residem em Brazlândia possam percebê-la como um destino imperdível, uma cidade turística que ela de fato é. A região tem diversos atrativos para moradores e visitantes, mas faltava essa gestão para trazer um novo olhar, ressignificar e estruturar essa cidade tão importante para o nosso Distrito Federal. Nós temos aqui a rota do turismo religioso, o turismo rural e o de contemplação, além da gastronomia, tão característica. E tudo isso, alavancado com um plano de trabalho, com recursos e ações, como a inauguração da Casa do Turismo, vamos impulsionar Brazlândia e colocá-la no lugar que ela merece”, avalia a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça.

Criada em 1933, a cidade é destino imperdível de visitantes em busca de opções perto de casa e longe da rotina, com mais de 100 cachoeiras mapeadas. “O Governo do Distrito Federal se comprometeu com o turismo de Brazlândia, logo no início da gestão, com a inserção da cidade na rota do turismo. Brazlândia é potência não apenas no turismo rural e religioso. Hoje, temos várias propriedades que acolhem visitantes para a prática de turismo ecológico e de aventura”, esclarece o administrador regional, coronel Jesiel Costa Rosa.

Fortalecimento do turismo rural e de aventura

A primeira parada do Turismo em Ação foi no sítio Serra Dourada, localizado no Capão da Onça. Há 15 anos, a propriedade oferece ao público opções de passeios guiados, a prática do pesque e solta, além de contar com atividades de reflorestamento e 26 quilômetros de trilhas que podem ser feitas a pé ou de bicicleta. “É um prazer receber a secretária de Turismo aqui na nossa propriedade que, atualmente, gera 22 empregos diretos. Brazlândia é riquíssima tanto no potencial de água quanto no turismo, por ser uma região com diversas florestas e nascentes. Não tenho dúvidas de que a vinda do programa da Setur-DF fará com que o turismo de Brazlândia cresça”, avalia Edilson Gomes Araújo, proprietário do sítio e presidente da Associação dos Produtores, Moradores Rurais do Capão da Onça (Ampruco).

A região do Serra Dourada é cortada por circuitos de caminhada e trilhas que integram o projeto Caminhos do Planalto Central, que compreende um conjunto de mais de 400 quilômetros de trilhas em todo o DF, para caminhantes, ciclistas e cavaleiros, com pontos de relevante interesse ambiental e histórico. Oportunidade única para conhecer a região e ter experiências de ecoturismo. “Dois trechos do Caminhos do Planalto Central passam por Brazlândia, com trajetos que fazem ligações com trilhas do Brasil inteiro. Temos também a trilha tracking Brazlândia, elaborada para percorrer as flonas existentes na região. Um circuito que pode ser feito por toda família, inclusive por crianças, com caminhadas em lugares de grande relevância ambiental”, explica o turismólogo Bruno Ielon, presente na visita técnica realizada pela Setur-DF.

Experiências gastronômicas

Local de 60% da produção agrícola do DF, Brazlândia também é famosa por concentrar referências da gastronomia rural. É o caso do Rancho Paraná. Há cerca de 50 anos, a agricultura familiar combinada com um impressionante restaurante rural, fazem do rancho um ponto turístico já conhecido em todo o Brasil. Por lá, são produzidas 94 tipos de flores tropicais, como helicônia e bastão do imperador branco, e frutos exóticos, como pinha e pitaia. Além de conhecer toda essa beleza, que enche os olhos de moradores e turistas que buscam contato com a natureza em meio a agrofloresta, o rancho também oferece um verdadeiro banquete de comidas típicas, como quiabo, galinha caipira e até sobremesa de creme de cupuaçu.

Na avaliação de Márcia Roseli de Carvalho, filha do proprietário do rancho, o senhor Francisco José de Carvalho, o Chico Paraná, a visita da Setur-DF, além de contribuir com iniciativas para agregar valor à produção local, busca fortalecer também o desenvolvimento e gerar mais negócios para a população. “Atrair mais turistas significa dar a oportunidade, não só de visitar, como também de levar os nossos produtos para outras cidades e estados, fomentando a nossa economia. E Brazlândia tem uma contribuição muito grande a oferecer neste cenário porque os produtores rurais têm produtos fantásticos aqui. Somos uma comunidade coletiva, na qual ajudamos uns aos outros e temos muito orgulho do trabalho que realizamos em conjunto”, reforça Márcia.

Turismo de eventos

Brazlândia também se prepara para a retomada do turismo de eventos. É o caso do Recanto do Jequitibá, localizado na BR 080 km 23. O espaço oferece uma extensa área com capacidade para abrigar cerca de 120 pessoas com toda estrutura necessária e espaço para acampamento, em meio a belezas naturais e uma cachoeira que impressiona. “Proporcionamos ambientes com salão, campo de futebol, piscina e cachoeira, atendendo, principalmente, eventos religiosos e familiares. Mas a pandemia reduziu a procura e nos ensinou a valorizar o potencial humano e a forma de trabalhar também. Agora estamos nos reinventando”, ressalta o empresário Célio José Gonçalves.

Como alternativa ao cenário de pouca procura devido à pandemia, o proprietário do Recanto Jequitibá pensa em impulsionar com opções de ecoturismo, segmento capaz de oferecer lazer sem aglomerações. A ele e a outros empresários de Brazlândia foi apresentado, pela equipe técnica da Setur-DF, o Fundo Geral do Turismo (Fungetur),  linha de crédito histórica junto ao Banco de Brasília (BRB). A instituição financeira é responsável por operar o repasse de R$ 521 milhões feito pelo Ministério do Turismo, com o objetivo de injetar dinheiro em empreendimentos do setor.

Também foi explicada a empresários locais, em encontro realizado na Casa do Turismo, a importância do Sistema de Cadastro de Pessoas Físicas e Jurídicas que atuam no turismo, o Cadastur. A inscrição garante diversas vantagens e oportunidades de negócios aos seus cadastrados, como incentivo a participar de programas e projetos do governo federal, participação em programas de qualificação promovidos e apoiados pelo Ministério do Turismo, além de apoio em eventos, feiras e ações. “Desde o início da pandemia, em 30 de março de 2020 até 5 de abril de 2021, o número de prestadores de serviços turísticos no DF, inscritos no Cadastur, saltou de 1.914 para 2.553. Ou seja, tivemos um aumento de 33.3%. E queremos que esses benefícios alcancem ainda mais gente”, completa a secretária Vanessa.

Casa do Turismo

O programa idealizado pela Setur-DF também criou o primeiro Conselho Regional do Turismo Sustentável da Região Administrativa de Brazlândia. O Conselho, quando instituído por decreto, terá papel de desenvolver ações de conscientização turística e ambiental, contribuir para a formação e capacitação de profissionais que atuam no setor, bem como intervir para captação de investimentos.

O Conselho foi lançado durante a criação da Casa do Turismo, localizada a beira do lago, um dos principais cartões-postais da cidade. “É um sonho realizado. O compromisso do nosso governo, com o apoio da Setur-DF, para uma nova etapa do nosso turismo, transformando nosso potencial em ação. Por meio da Casa do Turismo, um feito histórico, vamos oferecer novos recursos e estruturar mais atrações aos nossos moradores e visitantes”, comemora o administrador de Brazlândia.

Fortalecimento do artesanato

A Casa do Turismo será espaço também para impulsionar o artesanato da cidade, servindo como local de venda para esses empreendedores mostrarem sua arte.

Durante o Turismo em Ação, o local também foi cenário de entrega de dezenas de primeiras vias e renovações da Carteira Nacional do Artesão. Além de garantir mais condições de comercialização, o documento habilita o profissional legalmente em todo o Brasil e oferece ainda a possibilidade de participação em eventos locais, nacionais e internacionais. Atualmente, 290 artesãos da região administrativa são credenciados à Setur-DF, como a senhora Leonir Nunes Ribeiro. Artesã há 11 anos, ela faz questão de destacar que é a primeira vez que ela recebe a Carteira Nacional do Artesão em sua cidade. “Antes eu tinha de ir ao Plano Piloto fazer a carteira. Foi muito bom. Grande benefício para a gente. O governo está mais próximo das pessoas”, afirma a especialista em técnicas do crochê e do macramê.

Também credenciada pela Setur-DF, a artesã Terezinha Santana da Silva comemora. “Ações como esta atraem mais pessoas para a nossa cidade e aumentam nossos ganhos. É muito importante ter oportunidade de trabalhar na nossa cidade mesmo e conseguir gerar renda”.


Ascom Setur/DF

Fotos: Setur /DF

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros