26 de outubro

GDF - Administrações Regionais
22/09/21 às 16h45 - Atualizado em 22/09/21 às 16h54

PROGRAMA PRÓ-VÍTIMA É APRESENTADO EM BRAZLÂNDIA

COMPARTILHAR

Texto/foto: Sheylla Martins 

 

Na manhã desta quarta-feira (22), A administração Regional de Brazlândia recebeu a equipe da Secretaria de Justiça e Cidadania – Sejus para realização de uma palestra.

O evento aconteceu no auditório da administração da cidade e recebeu representantes da área rural de Brazlândia, conselho de cultura, conselho tutelar, dos artesões e movimentos que lutam contra violência doméstica.

.

                     

Os participantes foram orientados sobre o funcionamento do  programa do GDF chamado "Pró-vítima", desenvolvido pela Secretaria de Justiça e a Subsecretaria de Apoio a Vítimas de Violência, cujo foco principal é o atendimento aos casos relacionados a Maria da Penha, mas tem uma amplitude de atendimento ainda maior, são eles: estupro, abuso sexual contra crianças, roubos com restrição de liberdade, cárcere privado, sequestro, crimes cometidos na direção de veículos automotores e que resultam na morte da vítima, auxilio a família com caso de desaparecimento de pessoa e outros específicos casos de homicídio.

                      

É importante ressaltar que o programa que atende vítimas e seus familiares é gratuito e sem necessidade de comprovação de renda.

O acompanhamento psicológico pode ser iniciado a partir dos 6 anos de idade.

São oito núcleos de atendimento localizados em: Ceilândia, Guará, Paranoá, Planaltina, Brasília, Taguatinga, Itapuã e Recanto das Emas.

O diferencial do Pró-vítima em relação aos outros programas é a possibilidade de um atendimento psicológico individualizado.

São oferecidas sessões de terapia de apoio individual com foco no afastamento da violência vivenciada.

                        

Segundo a Secretária de Justiça, Marcela Passamani, é importante que a comunidade conheça os projetos disponíveis do governo para que possam encaminhar um amigo, familiar ou um conhecido que precise desse apoio.

Os serviços prestados para vítimas de violência podem ser feitos de forma presencial nos núcleos de atendimento, através do trabalho itinerante nas cidades ou de forma on line.

                      

A palestra que teve participação da Secretária de Justiça foi ministrada pela Subsecretária de Apoio a Vítimas de Violência Janandréia Rafael, Psicóloga Danielle Melo e a Assistente Social Suzete Trigueiro.

Para mais informações acesse o site da Secretaria de Justiça e Cidadania (cliqueaqui) ou entre em contato em um dos núcleos de atendimento do programa Pró- Vítima.

 

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros